segunda-feira, 8 de agosto de 2016

Morro de São Paulo

Morro de São Paulo
Primeira vista de Morro de São Paulo de quem chega de catamarã.
Morro de São Paulo é um lugar surpreendente. Essa ilha, a mais ou menos 2h (de barco ou 30 minutos de avião) de Salvador, consegue ser diferente e ao mesmo tempo parecida com a sua vizinha soteropolitana.
Lá é o lugar para fugir da urbanidade de Salvador, vendo praias 1000 vezes mais bonitas, só que sem fugir do charme e da badalação da capital. É o lugar perfeito para ir a praia, descansar, agitar e fazer um ótimo bate-volta de Salvador.
Pela quantidade de turistas que já descobriram isso (brasileiros, mas muitos estrangeiros – argentinos, italianos) a infra-estrutura de Morro ainda precisa de alguns ajustes.
Chegar lá não é um problema. A viagem de catamarã dura em media 2h/2h30 dependendo das condições do mar e do barco (bem longe da 1h30 hora que todo mundo fala). Se você sofre de enjôo, já vá preparado com remédios, porque a viagem é sofrida. Existe também a opção de ir de teco-teco (pelas empresas Addey e Aerostar), só que pela bagatela de pelos menos R$ 250, no meu caso, ficou fora de cogitação.
Catamarã Morro de São Paulo
O outro catamarã ultrapassando a gente….
Para quem vai de Catamarã (forma mais comum de se chegar lá), no porto de Salvador, ao lado do Mercado Modelo, há diversas empresas que oferecem o serviço de transporte marítmo. Compra fácil e direta na bilheteria, um dia antes da viagem(para grantir lugar no barco no dia seguinte).
O preço é padrão para todas (R$ 75,00 o trecho) e os horários são diversos ao longo do dia. Na ida fomos com a empresa IlhaBela, no horário das 8h30. Um barco relativamente grande, bom serviço (embarque meio confuso, mas nada como dar um perguntada aqui e ali), mas ao ver em alto mar, o barco da BioTur nos ultrapassando, sendo que esse tinha saído 30 minutos depois de nós, me fez pensar que realmente existem diferenças entre as empresas. Obs: Na volta para Salvador, fomos com a BioTur, e alem de ser um barco maior e mais confortável, a viagem realmente foi mais rápida! Fica a dica!
Pier Morro de São Paulo
Pier lotadoooo! Atenção capitania! rs
Uma tempestade em alto mar e 3h depois, chegou a hora de aportar em Morro. O píer, super pequeno para aquela grande quantidade de turistas é uma das coisas que precisa melhorar. Ficamos esperando pelo menos uma meia hora dentro do barco até uma “vaga” ser liberada no porto (existem só 4). Por isso, prepara-se para atrasos, principalmente na alta temporada.
Chegando lá você tem que pagar uma taxa de R$ 10,00 para poder entrar na ilha (guarde o papel, porque qualquer passeio de barco ou bate-volta de Morro, a partir do píer, você não tenha que pagar a taxa novamente) e prepare-se para pagar mais R$ 10,00 para um dos “taxistas” levar a sua mala até a sua pousada.
Morro de São Paulo
Prepare-se para a ladeira de boas vindas de Morro, logo depois do portal lá no fundo.
Mas quando eu digo taxista, não imagine um carro (porque aliás, em Morro, não circulam carros), mas sim um homem com um carrinho de pedreiro! Esse é o táxi de Morro!
Como logo na entrada da ilha você se depara com uma ladeira super inclinada e não há rua asfaltada por lá (só poucos trechos e um pedaço da 2ª praia), se você tiver com muita bagagem, ou mala de rodinha, pegue um táxi (suas costas e sua mala agradecem!).
Se eu fosse você, indo para Morro levaria apenas uma mochila, que você possa levar sem problemas. É melhor, mais fácil, prático e econômico (sem táxi), não importa onde você se hospedar! Mas esse assunto eu deixo para o próximo post!


 Vista de Morro de São Paulo                                                            

Nenhum comentário:

Postar um comentário